UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

UNIÃO DOS ESTUDANTES AFRICANOS DE BRASÍLIA

 

PRESENÇA DOS ESTUDANTES AFRICANOS NO CINQUENTENÁRIO DA UNB

 

GRUPO DE APRESENTAÇÃO CULTURAIS E CIENTÍFICAS SOBRE A ÁFRICA EM ESCOLAS PÚBLICAS DE ENSINO MÉDIO DO DISTRITO FEDERAL

 

           

      Alberto André Carvalho Francisco

    Fatúmata Ionton Camará

 

Unidade acadêmica ou Centro de Custo:

CENTRO DE CONVIVÊNCIA NEGRA (CCN)

 

Coordenador:

 PROF. DR. IVAIR AUGUSTO ALVES DOS SANTOS

 

Matrícula: 11501010 

 

Celular: (61) 8259-9018 Telefone: (61) 3107-3425

 

Email: ivairs@gmail.com  ivair@unb.br

 

 Projeto

                                                                                       

Introdução:

 A Universidade de Brasília (UnB) por meio do Gabinete do Reitor, no uso de suas atribuições, a Comissão UnB 50 anos tornou pública, no âmbito da comunidade acadêmica da Universidade de Brasília, a Chamada Pública de Propostas UnB 50 anos número 01/2012 relativa a iniciativas relacionadas à comemoração do cinquentenário da Universidade de Brasília, tendo como objetivos:  

 

  • Fomentar a apresentação de projetos, programas, eventos, exposições, atividades artísticas, seminários, produtos impressos e/ou produtos audiovisuais e ações de restauro relacionadas à comemoração dos 50 anos da Universidade de Brasília;
  • Potencializar ações multidisciplinares que favoreçam a interlocução interna e da Universidade com o Distrito Federal, com o Entorno e com outras unidades da federação no âmbito da celebração do cinquentenário da UnB;

Em sua 19ª reunião, realizada na quarta-feira, 11 de julho de 2012,  das 8h15 às 18h,  a Comissão UnB 50 Anos  apreciou as iniciativas inscritas  na Chamada Pública  e  aprovou a destinação de recursos para  52  propostas, dentre as quais a Presença dos estudantes africanos no cinquentenário da UnB iniciativa da União dos Estudantes Africanos em Brasília (UEAB) em parceria com o Centro de Convivência Negra (CCN).

 

Apresentações culturais e científicas sobre a África em escolas públicas de ensino médio do Distrito Federal

 

 

PÚBICO ALVO

  Alunos do Ensino Médio


TEMA

  África na sala de aula


CARGA HORÁRIA:

A atividade deverá ser desenvolvida em 3h30m.

 

JUSTIFICATIVA DO TEMA

  Com base na Lei 10.639/2003 que torna obrigatório o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira em todas as escolas brasileiras, públicas e particulares, do ensino fundamental até o ensino médio. Além disso, essa lei inclui o Dia da Consciência Negra no calendário escolar.

Infelizmente, como é do conhecimento geral, a lei ainda não está sendo cumprida na maior parte das escolas, pelo fato de ser notória a falta de livros didáticos e de investimento na formação dos professores.

Embora tenha havido cursos e especializações sobre história da África e cultura afro-brasileira, mas muito pouco pela demanda de professores que necessitam de capacitação.  

Atendendo a tal fato, proposta desta aula, é de discutir no primeiro momento a construção da imagem de África pelos meios de comunicação, relacionando essa mesma África, estereotipada muitas vezes associadas a África - a fome, os conflitos, a pobreza, escravidão, as doenças como a SIDA e a malária, o continente é dos mais naturalmente ricos e belos no planeta.

 

OBJETIVO GERAL

 Desconstruir os mitos apresentados sobre a África na grande mídia, através de imagens e relatos de estudantes africanos. Constatar a atual realidade africana.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Situar a África como um continente dividido em países com línguas e culturas diversas, assim como são: a Europa, a América e a Ásia. Este é um dos primeiros passos para desmontar a visão de que todos são iguais e, portanto se precisa ser específico em relação aos africanos.

Apreciar e reconhecer o poder dos africanos, pela presença que se traduz em força, ousadia, astúcia, sabedoria, engenhosidade, criatividade, autenticidade e inteligência na formação do povo brasileiro;

Fazer de conhecimento do público estudantil o poder da oralidade na cultura africana e o reflexo dela no cotidiano brasileiro, por vezes se confundindo sem saber o que é africano ou o que é brasileiro.

 

RECURSOS

  Apresentação de slides através de Datashow; Mapa Mundo; Mapa do continente africano; Pincel; Quadro branco, Câmera de Filmagem e Maquina Fotográfica.

 

METODOLOGIA

  Iniciar questionando os alunos sobre o local do surgimento do primeiro ser humano, em seguida questioná-los a respeito da ideia que eles possuem sobre a África. Mostrá-los imagens em slides da África na atualidade, destacando as principais características desse continente, desconstruindo a ideia de fome, deserto, selvageria, apresentado pelos meios de comunicação. Iniciar a abordagem do conteúdo, por países de forma expositiva.


ATIVIDADE

 Propor aos alunos uma pesquisa sobre uma característica pouco divulgada de um país africano. A escolha acontecerá através da apresentação do mapa do continente africano e cada aluno escolherá um determinado país para pesquisar.

 

 

PLANO DE TRABALHO

Apresentação de África no geral

Duração – 30 minutos

Perguntas e respostas

Duração - 30 minutos

 

Apresentação de Estado africano -1 (será feita pelo nacional desse Estado)

Duração – 30 minutos

Perguntas e respostas

Duração - 30 minutos

 

Apresentação de Estado africano - 2 (será feita pelo nacional desse Estado)

Duração – 30 minutos

Perguntas e respostas

Duração - 30 minutos

 

Dança e jogo

Duração – 15 a 20 minutos

 

 

 Brasília

2012